Trajectories of social exclusion: life ruptures and abandonment among Brazilian crack users - Archive ouverte HAL Access content directly
Journal Articles Revista Praça Year : 2018

Trajectories of social exclusion: life ruptures and abandonment among Brazilian crack users

Trajetórias de exclusão social: rupturas de vida e abandono entre usuários de crack

(1, 2)
1
2

Abstract

Based on the interpretative key of social exclusion, this article composes a part of a larger study that sought to analyze the trajectories of Brazilian crack users. More precisely, it focuses on the intersubjective dimension of this phenomenon, revealing how exclusion was experienced by the actors within the scope of the interpersonal relationships and social networks. It found that family and friends’ social roles were at the same time reinforced in expectation and frustrated in practice. As a result of this disruption, participants who felt excluded reported consequential feelings like distrust, abandonment, rejection, lonely, which incited them to isolate themselves. In short, the trajectories of ruptures and social exclusion presented were initially provoked and stimulated by external agents, and, in the end, desired by an individual who no longer endured the rejection and resistances of his originals social groups.
Este artigo faz parte de um estudo mais amplo que buscou analisar a trajetória de usuários de crack residentes de uma comunidade terapêutica do Recife, utilizando, para tanto, como chave interpretativa, o conceito de exclusão social. Deste contexto geral, ele dará conta especificamente da forma como a exclusão se apresentou no âmbito das vinculações e relações interpessoais dos entrevistados. Para os mesmos, os papéis sociais associados à família são reforçados na expectativa e, muitas vezes, frustrados na prática, de modo que o desprezo e a desconfiança por parte dos entes queridos foram constantes. Mas se houve abandono, houve também construção, redes outras de relações, que, no entanto, foram se desfazendo até desaparecerem no quase autoisolamento. Em resumo, as trajetórias de rupturas e de exclusão social apresentadas foram inicialmente provocadas e estimuladas por agentes externos, sendo, no fim, desejada por um indivíduo que não mais suportava a rejeição e a dureza de um padrão do qual ele mesmo se percebia “fora”.
Not file

Dates and versions

hal-02305524 , version 1 (04-10-2019)

Identifiers

  • HAL Id : hal-02305524 , version 1

Cite

J. Costa. Trajetórias de exclusão social: rupturas de vida e abandono entre usuários de crack. Revista Praça, 2018, 2 (1), pp.178-194. ⟨hal-02305524⟩
45 View
0 Download

Share

Gmail Facebook Twitter LinkedIn More